Semana Musical

Quinta-feira passada completaram-se 32 anos do acidente de carro que matou a cantora e compositora Maysa. Muita gente lembrou disso por causa da série que fez grande sucesso na Globo. Mas não páram por aí as datas marcantes e com proximidade para a música brasileira. Na segunda-feira anterior foi aniversário de Xangô da Mangueira (1923) - partideiro de primeira e diretor de harmonia da verde-e-rosa que faleceu no último dia 7. 

Quarta-feira (21) foi aniversário do compositor Ronaldo Bastos (1948), que integrou o Clube da Esquina em parceria com Milton Nascimento, Beto GuedesWagner TisoLô Borges e Márcio Borges. Foi parceiro, entre outros, de Edu Lobo e Tom Jobim. Tom Jobim (1927) que, por sinal, faria aniversário domingo passado (25). Mesmo dia do aniversário de Leny Andrade (1943). E mesmo dia também em que faleceu (2009) uma das mais tradicionais figuras do samba carioca, a Tia Doca, da Portela. Pastora que organizava rodas de samba e feijoadas maravilhosas pela cidade.

No dia seguinte (26) foi aniversário de Chico César (1954), também conhecido como "Mama Africa". Na terça-feira (27) seria aniversário do maravilhoso maestro Radamés Gnatalli (1906), que faleceu em 1988 (A MTV e sua gravadora espalharam que o DVD Paulinho da Viola Acústico era o primeiro DVD da carreira do músico, mas se você quiser te faço uma cópia do DVD dele na década de 70 que conta, entre outros, com a participação do maestro Radamés Gnatalli), e da lenda do jornalismo, o pesquisador de MPB Jota Efegê (1902), que faleceu em 1987. O dia seguinte (quarta-feira, 28) a este aniversário de falecimento foi o aniversário de Sandy (1983), mas prefiro lembrar de uma voz mais marcante que é a de Lúcio Alves (1925), que faleceu em 1993.

Hoje (29) seria aniversário centenário de Roberto Martins (1909), compositor que fez parcerias, entre outros grandes nomes da MPB, com Mário Lago. Entre seus maiores sucessos estão Favela (parceria com Waldemar Silva - que não tem nada de relevante pela internet), que até hoje é cantada nas melhores rodas de samba que se tem conhecimento, e Beija-me (parceria com Mário Rossi), recentemente regravada por Zeca Pagodinho para o DVD Acústico MTV Gafieira (se alguém quiser uma cópia é só falar comigo). Por sinal, Zeca Pagodinho (1959) está internado há 2 dias com pneumonia. Vamos torcer para ele estar em casa e bem no dia do aniversário dele, que é quarta-feira (04). Hoje não é aniversário dele, mas é aniversário de Jerry Adriani (1947).

Amanhã (sexta-feira, 30) é aniversário da cantora Clara Becker (1964), gaúcha, filha do ator Walmor Chagas e da atriz Cacilda Becker, é uma boa voz pouco valorizada ainda da MPB. Seria aniversário de Herivelto Martins (1912), que formou o Trio de Ouro na década de 30 com Dalva de Oliveira e Nilo Chagas. Herivelto casou-se com Dalva e eles foram pais de Pery Ribeiro. Herivelto foi autor, entre outros sucessos, de Ave Maria no Morro. Amanhã é ainda a data que marca o início das gravações do disco Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim em Nova Iorque (1967).

Sábado é aniversário do cantor Miltinho (1928), da cantora e compositora Joyce (1948) e do cantor e compositor Ernesto Pires (1957). Terça-feira (03) é aniversário de falecimento (1998) do cantor Sílivio Caldas, o "Caboclinho Querido", autor (em parceria com o jornalista e poeta Orestes Barbosa) entre outros sucessos do clássico Chão de Estrelas.

Segunda-feira (02) é um dia triste para a nossa cultura pelo falecimento de Chico Science, que criou um estilo e difundiu a cultura do interior de Pernambuco, especialmente o Maracatu, para o mundo. Colocou muitos artistas em evidência e criou a banda Nação Zumbi. Ele morreu dia 2 de fevereiro de 1997. Mas no mesmo dia, no mesmo Recife, 38 anos antes, vinha ao mundo o cantor e compositor Lenine (1959) trazer alegria e reflexão para nós, que curtimos sua música.

O dia da cultura brasileira é dia 5 de novembro e o dia do samba é dia 2 de dezembro, mas por que não comemorar o ano inteiro com boa música?

E.U.A. - A Trilogia

Todo grande filme de Hollywood (ah, eles têm grandes filmes sim!) ou é ou acaba virando uma trilogia, já percebeu? Vou me poupar de citar exemplos, mas vamos imaginar que a nação que mais investe no entretenimento fosse ela mesma uma trilogia.

O primeiro filme da série começa em 4 de julho de 1776. A independência dos nossos heróis do jugo dos malvados dominadores. Como boa trilogia é preciso deixar um "quê" de vago no início para se rolar um sucesso de bilheteria fazerem daqui a 15 anos o filme que antecede tudo isso. O país cresce massacrando os índios e lutando contra espanhóis e franceses. Nosso maior herói é Abraham Lincoln (Clint Eastwood), que lidera seu exército libertando os pobres do sul (600 mil figurantes mortos só na cena da guerra civil). Morgan Freeman aparece de relance como um escravo revoltado, mas se junta aos figurantes mortos em menos de 1 minuto de cena. Todos seguem Em Busca da Arca Perdida. Como a história é contada pelos vencedores rende um bom faroeste.

O segundo filme começa em 1945. O exército do bem libertando a mocinha indefesa das garras do vilão sem escrúpulos é o começo de um épico cheio de glórias, batalhas sangrentas e muita ação. Nessa parte nossos heróis possuem 2 inimigos: Hitler (Hitler itself) e Stalin (Darth Vader). Este passa de aliado durante a guerra a arqui-rival após mostrar suas garras. 

Aliás, alguns outros inimigos menores também surgem nesse capítulo e todos nascem da traição; os barbudos de Cuba liderados por Che Guevara (Gael Garcia Bernal) usam nossa grana e depois dizem que não precisam da gente. Mais tarde é a vez de outros barbudos surgirem. Os Bin Laden são nossos amigos de infância, mas um deles, Osama (Mr. Bean - Bean Laden) fica bravo depois de perder um brinquedo para Bush Jr. (Charles Bronson). E é por cima desses fantasmas que cresce o poderio de nossos heróis. Mas os terroristas não perdem por esperar, porque O Retorno é de Jedi.


A segunda parte da trilogia não termina bem. A tática de fazer justiça com as próprias mãos seria algo mais interessante aos adolescentes. Bush Jr. (Charles Bronson) termina o segundo filme cabisbaixo. Mas lembra de Rocky, o Lutador? Ele sempre toma muita porrada, mas no final ressurge das cinzas e vence a luta, certo? Certo, mas e daí? Daí nada, mas ganhou o Oscar de 1976.

Agora se inicia o último filme da série. Ainda não se sabe de nada, mas o público sugeriu uma mudança de atores e foi atendido. Foram muitos os testes de elenco. Morgan Freeman, que insistiu muito em ganhar o papel principal e já foi presidente dos EUA e Deus, se sobressaiu, mas como aparece de relance no primeiro filme da série não pôde participar como protagonista. Ganhou um papel coadjuvante. Ele faz o pastor mal-humorado que quase atrapalha nosso herói. Para o papel do protagonista os produtores preferiram um ator mais jovem e carismático. Will Smith inicia esse filme como o herói que fará a nação renascer das cinzas. O público ainda não sabe se trata-se de um drama, uma comédia ou uma porno-chanchada. Mas pelo andar da carruagem parece um romance.

Dá o microfone pra criança...

Cara, pelamordedeus... Vergonha alheia da Jabalu Magalhães. Mais vergonha ainda de Marcelo Camelo



O Thomas, que me enviou esse vídeo, perguntou se eu sei por que ela faz sucesso. 
Prefiro passar a pergunta adiante. Você sabe?

Primeiro dia do oba-oba do Obama

Não sabemos se Obama será um bom presidente, mas tudo indica que será bom para os EUA tê-lo como presidente. Mostra que o país está vencendo seus preconceitos ao mesmo tempo que é governado por um político maduro, que representa renovação e com excelente oratória - que lá como cá é fundamental.

O primeiro dia dele como presidente já deixou uma boa impressão. Desautorizou os últimos atos de Bush Jr, ligou para Mahmud Abbas entre outros líderes do Oriente Médio, congelou os maiores salários dos funcionários públicos dos EUA e dificultou o trabalho dos lobistas proibindo presentes aos parlamentares. Além disso Obama logo cedo cancelou temporariamente os julgamentos em Guantánamo, numa demonstração de que pretende desarmar essa prisão onde foi jogada a pá de cal por cima do corpo sem vida da ONU.

Sinceramente, se alguém me dissesse que Bush Jr era um plano da CIA para fazer com que seu sucessor fosse popular, independente de quem fosse, eu acreditaria. Mas Obama está se saindo melhor do que a encomenda. Agora é ficar de olho porque ele é político. Nunca se sabe...


Pizzicato 5, uma Toyota musical

Hoje a GM deixou de ser a maior montadora de automóveis do mundo depois de 77 anos de domínio. Perdeu lugar pra Toyota.
Por falar nisso você já ouviu Pizzicato 5?



Democracia Israelense

Se alguém ainda tinha dúvidas com relação às atitudes de Israel hoje tudo ficou mais claro. Assim como os EUA levaram a Democracia ao Iraque, o governo de Israel quer libertar o povo palestino da ditadura do Hamas.

Hoje o governo israelense bombardeou o prédio da ONU em Gaza, o hospital central da Cruz Vermelha, a base dos jornalistas internacionais, o edifício da Reuters, matou o ministro palestino das Relações Internacionais e mais 50 outras pessoas. Além disso, aquelas bombas que são filmadas de longe e explodem no alto, parecendo não machucar ninguém, são bombas de Fósforo Branco, uma arma comparável ao Napalm. 

O Fósforo Branco mesmo em pequena quantidade tem um poder de corrosão e auto-combustão em contato com o ar, queimando mortalmente quem entrar em contato com a substância e causando queimaduras de terceiro grau em crianças, mulheres, idosos e quem estiver pelo caminho. O Fósforo Branco é proibido pelas leis internacionais e a atitude israelense constitui crime de guerra.

Ontem o número de mortos do lado palestino já havia passado de mil. Quase 1/3 destes crianças. O número de mortos israelenses é de 14. Todos soldados. É a difusão da democracia.

Quatorze mortos é o número de uma tragédia e mais de 1.000 uma estatística? Não. Qualquer morto nesse caso é uma tragédia.

Bye Bye Bush

Um grupo generoso de pessoas espalhadas no mundo inteiro não está muito triste com a saída de George W. Bush do poder. Por isso esse grupo de pessoas fez um site para comemorar a defenestração desse indivíduo. Tem até contagem regressiva. Para conhecer o site clique aqui. 

Através do site pode-se organizar festas oficiais pelo fim dessa era de estupidez em qualquer parte do mundo dia 19. Aqui no Rio já há uma festa oficial marcada no Bar Mofo do Flamengo e em algumas casas de pessoas que estão abrindo as portas. Clicando aqui você encontrará uma filipeta. Imprimindo essa filipeta e apresentando no Mofo (Barão do Flamengo, 35) você ainda ganha um chopp por conta da casa.

Sensacional! Defenestrando o Junior e bebendo de graça no Mofo na véspera do feriado... Imperdível! Nos vemos lá?

Mortinha, mas Podendo Balançar (MPB)

Esse post é só para deixar uma homenagem a alguns nomes da nossa música.

Criador de tantas marchas de carnaval, Lamartine Babo completou 105 anos de falecido sábado. Ele foi o autor do hino do meu querido Fluminense (e de tantos outros, mas de que importa saber dos outros?).

Sexta-feira fez 6 anos que morreu Marisa Gata Mansa e segunda-feira 35 que João Machado Guedes, o João da Bahiana - um dos criadores do samba - nos deixou.

Para não dizer que só falei dos que se foram deixo aqui os parabéns ao aniversariante de ontem; Sérgio Natureza, compositor que trabalha entre outros com Paulinho da Viola.


O dia em que Spears matou Trotsky

Depois do ocorrido no post anterior a dama, sua bela maquiagem e seu estonteante perfume permaneceram ao meu lado até a Lapa. Conversando com a moça que estava na nossa frente a doce dama ao meu lado disse: "E aquele professor da faculdade, hein? Que cara-de-pau! Dava aula sobre Marxismo, mas usava um óculos super moderninho..."

Eis que a outra completa: "Ah, pior era aquele que abria o laptop e tinha uma foto do Che Guevara!"

A mim, que já não conseguia raciocinar direito com aquele perfume todo, restou pensar: "Nossa, é tudo tão evidente. É claro que quem tem ideologia deve viver na era das cavernas."

Ipicilone

Uma senhora sentou-se ao meu lado no 433 em Copacabana. Com ela subiu no ônibus um grupo que contava também com 1 cara e mais 2 garotas. "Tem que ficar ligado pra acenar logo depois da Santa Clara, na C&A.", ouvi as mulheres cochichando. 

Quando chega no ponto da C&A todas as mulheres começam a acenar da janela em cima de mim para outra que as esperava no ponto. Esta subiu muito bem maquiada. Mas MUITO mesmo, se é que você me entende. Lembrava uma ...
...bem, não sei exatamente o que me lembrava, mas estava muito bem maquiada e igualmente perfumada. Tanto que o fato foi notado pelo ônibus inteiro, mas ninguém ousou elogiar a dama. Vai que o perfume está na bolsa e ela resolve espalhar mais...

A senhora que estava ao meu lado resolveu passar para outro banco e deixar a perfumada e maquiada dama junto a mim para ficar mais perto das outras meninas. Maravilha!

Logo depois o rapaz que acompanha o grupo desfia o comentário coletivo que - bom homem que era - não poderia deixar passar em branco: "Porra, tu tá perfumada pacaralho, hein?! Doce pacacete!" Sem perder a compostura a dama ao meu lado responde: "É o perfume da Britney Spears!" Silêncio geral.

Não sei no que as outras pessoas pensaram nessa hora, mas eu pensei: "Tá vendo? Nisso que dá voltar com o Y na nova grafia portuguesa."

Comerciais de 81

Outro dia comprei pela internet um gravador de DVD desses de ligar na televisão e gravar os programas. Sabe por quê? Entre outras coisas porque vendo alguns comerciais antigos eu pensei "A verdade é que um dia a gente vai rir de tudo o que está acontecendo no mundo." 

Será? Bom, pelo menos podemos rir do nosso passado, então vão aqui algumas pérolas do ano em que eu nasci. Espero que você curta como eu curti:




Vivaldi no Centro do Rio

Quando passamos muito tempo com alguém acabamos formando uma linguagem própria com essa pessoa ou esse grupo de pessoas. E essa nova linguagem tem regras ortográficas renovadas diariamente. Minha namorada e eu temos uma expressão que usamos algumas vezes quando assistimos alguma cena inesperada que rasga o tecido do nosso dia. É uma "Cena Lispectoriana", em homenagem ao cego mascando chiclete presente no conto Amor. Se você não conhece esse conto de Clarice Lispector clique aqui para lê-lo na íntegra. Vale a pena. 

Para se ter um exemplo outro dia passamos pela porta de uma churrascaria rodízio em Copacabana e um grupo relativamente grande de padres estava saindo de lá rindo e brincando uns com os outros, numa cena super inesperada, muito lispectoriana. 

E é uma cena lispectoriana também um rapaz negro tocando Vivaldi em seu violino no Centro do Rio de Janeiro, perto do Edifício Avenida Central, como filmou Latuff - um grande caricaturista e crítico político - e colocou no Youtube.

Curta:


PS: Site de Latuff e Quem é Latuff. Escolha e clique.

Guerra Santa

"Nove muçulmanos, entre eles três crianças, foram obrigados a deixar um avião prestes a decolar para um voo doméstico nos Estados Unidos, depois de outros passageiros terem ouvido o que consideraram observações suspeitas sobre a segurança aérea, informou a imprensa nesta sexta-feira (2).


O grupo já estava, em Washington, dentro do avião da AirTran com direção a Orlando (Flórida, sudeste) na tarde de quinta-feira (1º), segundo o "Washington Post".


Kashif Irfan, de 34 anos, explicou que seu irmão mais novo, Atif, virou-se para a mulher dele e disse apenas "Uau, os motores ficam justamente ao lado de minha janela".


(...)


Os que ouviram a conversa foram contá-la, logo, à tripulação, e o piloto decidiu adiar a decolagem. Agentes federais ordenaram aos 104 passageiros que descessem do avião para uma nova revista, mais detalhada, autorizando, duas horas mais tarde, o vôo para Orlando, mas sem os nove muçulmanos.


Ellen Howe, porta-voz da Administração de Segurança no Transporte, disse que o piloto agiu corretamente. "No final das contas, estas pessoas fazem comentários que não deveriam ser feitos num avião", opinou."



E a gente que já achou que num futuro não tão distante - quem sabe lá pelo ano 2000 - estaríamos livres dos preconceitos...