Parabéns???

Dizem que hoje é o aniversário do descobrimento do Brasil. Há 509 anos alguns portugueses capitaneados por Pedro Álvares Cabral chegaram nessa terra estranha e foram recebidos por uma gente estranha "com suas vergonhas de fora". De lá pra cá só aumentou a farra e diminuiu a vergonha.

Um país que começa sua história oficial cercado de mentiras não pode exigir que se leve a sério mesmo. E nós, o povo, ficamos mergulhados nessa relação de amor e ódio com o país... Muitos são os "talvez" que nós, de baixo, falamos àqueles que estão no poder desde sempre por aqui. Mas não vou me poupar a lançar mais um "talvez":

Talvez se os parlamentares, ministros e outros poderosos sentissem as dificuldades que nós aqui de baixo sentimos a coisa fosse diferente. Se eles tivessem que obrigatoriamente colocar seus filhos em escolas públicas, tivessem que fazer uso exclusivo do Sistema Único de Saúde, tivessem que utilizar o transporte público...

O problema é que ao invés de se igualar a nós eles preferem ter um salário fixo de 50 vezes o salário mínimo além de auxílio-moradia, auxílio-paletó, auxílio-passagem, entre tantos outros benefícios que o poder oferece. Talvez se o poder não fosse tão concentrado... 

Talvez as coisas fossem melhores se houvesse mais referendos ao invés de benefícios apenas em anos de campanha. Acho que seria um começo.

Seu Barriga

Na Páscoa um tio disse que eu engordei. Tios gostam de criticar.
Tenho me sentido um pouco ocioso e acima do peso. Mas sou muito auto-exigente.
Minha sogra disse que eu estava bem com aquela calça (que estava super larga até 2 meses atrás). Mas ela é sogra...
Hoje na rua encontrei com a mulher do porteiro do meu ex-prédio, que ao me ver exclamou "Eitcha! Deu uma engordadinha, Zé!"...
Comecei a procurar uma academia.

Stefhany (com F H mesmo)

Nisso que dá deixar as crianças ouvindo qualquer coisa. Elas fazem VERSÕES...



"Eu sou Stefhany (no meu Cross Fox)"...

A onda retrô

Legal agora é ser retrô. É mais chique, mais interessante...

Olha como a gente levou a coisa a sério: 
  • Convidamos A-Ha para fazer show. E eles continuam tocando "Take on me".
  • Chamamos o Iron Maiden, que toca "Fear of the dark", como há muitos anos...
  • E acima de tudo convidamos Collor, Sarney e companhia para as nossas vidas. E eles continuam fazendo show em Brasília e cantando de galo.
Há 45 anos um golpe tirou o presidente eleito do Brasil do poder e rasgou a Constituição e os direitos individuais. Desde então até hoje só conseguimos passar a faixa presidencial de um presidente eleito democraticamente para outro uma vez.

Em outros países que passaram por ditaduras (ou ditabrandas, como O Estadão e o Pinochet preferem chamar), como na Argentina e no próprio Chile os governos e a Justiça abrem os arquivos secretos dos tempos sombrios e punem, poucos e vagarosamente, mas punem responsáveis pelos crimes acobertados pelo Estado.

Por aqui os últimos presidentes foram eleitos democraticamente e eram contrários à ditadura. A esperança, no entanto, é vencida pelo medo no momento em que alianças são feitas "em nome da governança". É proibido cobrar Justiça. Desde 1964 não estamos no poder. Nossa, que besteira acabo de dizer. Nunca estivemos no poder no Brasil.

Até quem já estaria morto reaparece anos depois com dinheiro nosso roubado. E ninguém encontra. Punir já não daria mais. Como punir Jânio Quadros?

Quem sabe não faremos um dia essa Justiça com o presente? Quem sabe um dia o passado nos abandone? Tudo em nome da nossa esperança no futuro. Mas no presente os bandidos continuam a solta fazendo seus shows e cantando "Take on me..." E ninguém pega. Pelo contrário, deixa procriar. Daí crescem nessas sombras os Rodrigo Maia, ACM Neto, Cristiane Brasil... "Fear of the dark" dessa sombra.

O pior é saber que isso não é nenhuma piada de primeiro de abril.